quarta-feira, 24 de junho de 2009

Sepulcro


Minh'alma grita, sufocada, apavorada.
Meu corpo inerte.
Minha alma busca, alguma coisa,
qualquer coisa para sentir-se liberta,
mas há uma corrente chamada consciência
obrigando-me a ficar, e observar meu corpo inerte.
Então um fervor me arde a alma. Será o fogo do inferno?
Não há chamas, somente uma agonia pertubante,
enlouquecedora
capaz de alienar até a mais pacifica mente existente.
E meu corpo inerte, sendo corroido por serezinhos microscópicos,
apenas imóvel, preguiçoso, indolente.
Solitário em seu leito, há esperar somente o tempo.
Atormentada minh'alma adimira
este rosto inexpressivo, demasiado pálido e entende:
-Morri!
Tudo cessa, e se liberta.

(Jessy Beraldo)



2 comentários:

Mateus Araujo disse...

morrer é viver-se para a vida.

É uma opção de pensamento que talvez nos faça menos sofrer...
o que resta é acreditar...

ficou lindo amor
*_*

bjo
XD

MEUS PENSAMENTOS disse...

logo vc chega la é só escolher bem os amigos!