sábado, 3 de outubro de 2009

Orvalho

Orvalho numa flor,
bela e perfumada,
refrescando-lhe a dor
de sua alma ter sido tomada

Naquele homem a suar,
sua vida toda sofrida,
um prazer a desfrutar
nunca pudera ser concedida.

Orvalho naquele momento a reluzir
o homem pos-se a pegar
a pobre flor na grama verde se sobressair

Encontra-se ali na campina, a flor a voar
suave perfume e beleza que o vento carrega
e estufa o peito de um homem pela primeira vez a se alegrar.

(Jessy Beraldo)



Um comentário:

Mateus Araujo disse...

Que flor é essa? Eu quero
shausha
BJoooo♥